A Associação de Avicultores da Terceira (AAT) organiza a 3 e 4 de Dezembro a XXIV edição da Expoaves, evento que este ano terá lugar na Casa do Povo da Ribeirinha.

A exposição tem o seu início oficial no sábado, dia 3, pelas 10h00, estando aberta até às 22h00. No domingo as portas abrem novamente pelas dez da manhã, terminando pelas 20h00, sendo a entrada livre para os dois dias.

Segundo a organização, estarão expostas 350 a 400 aves, pertencentes a três dezenas de criadores, divididas entre as de gaiola, pombos e galinhas.

A recepção dos animais teve lugar ontem e ao longo do dia de hoje, sete jurados, cinco de ornitologia, um para pombos e um para galinhas, vindos de S. Miguel e do Continente, irão proceder à avaliação e classificação de todos os exemplares.

A entrega de prémios terá lugar pelas 16h00 de Domingo, com galardões para os três primeiros classificados nas categorias de pombo e galinha e um prémio “Show” para o melhor exemplar de cada uma destas espécies.

Em relação às de gaiola, os regulamentos deste tipo de certames determinam que têm que atingir uma pontuação mínima de 90 pontos para terem direito a distinção, sendo este o segundo ano que a AAT segue esta metodologia, que no ano passado “premiou” mais de cinco dezenas de aves, revela António Silva presidente da instituição.

Como é hábito neste tipo de certame, paralelamente à exposição, irá existir um espaço de vendas de aves, a cargo dos sócios da AAT.
Nos últimos anos a Expoaves tem decorrido no centro de Angra do Heroísmo mas este ano o facto de a Terceira estar a ser alvo de um inverno rigoroso, aliado ao facto da AAT ter avançado para a organização do evento numa data mais tardia impossibilitou a montagem da tenda que normalmente acolhia a exposição no Largo Prior do Crato em Angra do Heroísmo.
Perante este cenário, a AAT procurou uma alternativa que passou numa primeira fase pelo Clube Musical Angrense, junto da sua sede, mas a indisponibilidade daquele espaço para o próximo fim-de-semana levou a organização a decidir-se pela Casa do Povo da Ribeirinha.
A Expoaves 2011 conta com o apoio da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e do Governo dos Açores.

Sucesso em S. Miguel

A Associação de Avicultores da Terceira (AAT) participou de 25 a 27 de Novembro, em Ponta Delgada, na I Exposição Regional dos Açores, uma organização em parceria com a Associação de Avicultores de São Miguel, que partiu da vontade das duas instituições em criar uma competição de ornitologia no arquipélago.

Estiveram presentes uma dúzia de criadores da Terceira, a que se juntou um sócio da AAT residente no Faial e para António Silva, a experiência foi bastante positiva, destacando o facto de “ cinquenta por cento das aves que levámos terem sido premiadas”.
O responsável adianta ainda ter ficado decidido que a segunda edição desta iniciativa terá lugar na Terceira, em 2012 e que existem contactos com a associação de avicultores da Madeira para realizar um encontro de criadores a nível insular num futuro próximo.

Actualmente a AAT conta com 180 associados, espalhados por todos os Açores, tendo levado a cabo este ano, para alem da participação em exposições, uma formação em Outubro que trouxe à Terceira um veterinário, um juiz internacional, um criador e um especialista em alimentação de aves a fim de discutirem vários assuntos relacionados com a ornitologia.

Em relação à vitalidade desta actividade na ilha, António Silva refere que são cada vez menos os proprietários de pombos e galinhas, fruto dos elevados custos de criação destas espécies e o seu baixo valor comercial, quando comparado com o das aves de gaiola.

Esta é, aliás, uma tendência que se sente a nível mundial, diz o responsável, que dá como exemplo a sua visita ao ultimo campeonato mundial, realizado em Janeiro, em França, onde “oitenta por cento dos criadores de pombos e galinhas tinham mais de 60 anos, é uma actividade que corre o risco de desaparecer”.

FONTE: A Uniao Online
http://www.auniao.com/noticias/ver.php?id=26194