Como já era de contar, a equipa do Júri, nomeado pela Junta de Freguesia da Ribeirinha, percorreu toda a freguesia para ver os maios de quem tenta manter esta nossa tradição.

Deste modo, ao longo de toda a Ribeirinha foram contabilizados 15 maios, tendo sido premiados:
– 1. Classificado – Sociedade Filarmónica Recreio dos Lavradores da Ribeirinha.
– 2. Classificado – Flávio Ferreira
– 3. Classificado – Lívio Ribeiro

A avaliação de cada maio foi feita de acordo com a criatividade, empenho, pormenorizado e historicidade de cada um.

Ao primeiro classificado deu-se a pontuação máxima a nível de empenho, criatividade e pormenorizado, uma vez que continham instrumentos, plateia, balões com falas e até a partitura do maestro com o nome de “concerto no parque”.
Ao segundo classificado foi atribuída a pontuação máxima de empenho, historicidade e pormenorizado uma vez que apresenta um quadro sobre a vida rural de antigamente nomeadamente “o descascar das favas”, um alimento deste tempo.
Ao terceiro classificado foi atribuído a pontuação máxima a nível de empenho e historicidade tendo em conta que na nossa freguesia havia muitos calceteiros.

A todos os que contribuíram para esta nossa tradição e o fizeram de gosto agradecemos e parabenizamos por toda a vossa dedicação. Bem hajam.